Início » Pendurada em árvore, jiboia devora ave pantaneira em questão de minutos

Pendurada em árvore, jiboia devora ave pantaneira em questão de minutos

O registro foi feito durante um passeio com turistas, em Aquidauana, no Pantanal de Mato Grosso do Sul.

Por José Câmara, g1 MS

Ativar som

Ativar som

Jiboia devora ave em árvore no Pantanal

Uma jiboia, de aproximadamente 2 metros, foi flagrada durante o “horário do lanche”, enquanto turistas passeavam em uma pousada em Aquidauana, no Pantanal de Mato Grosso do Sul. Em questão de minutos, a serpente, que estava pendurada em uma árvore, deu bote, predou e engoliu um anu, ave típica no bioma. Assista ao vídeo acima.

O vídeo foi feito pela administradora e gerente da pousada Aguapé, Joana Murano. “Era à tarde, horário do lanche. Alguns hóspedes da pousada estavam fazendo um safari fotográfico. Junto, os guias viram um bando de anus sobre a árvore, mas nem viram a jiboia”, lembra Joana.

Cobra ficou pendurada em árvore enquanto predava anu.  — Foto: Joana Murano/Arquivo Pessoal

Cobra ficou pendurada em árvore enquanto predava anu. — Foto: Joana Murano/Arquivo Pessoal

Os turistas e guias só deram conta da presença da jiboia, quando a serpente deu bote em uma das aves. “Eu estava na sede da pousada. Os guias me informaram pelo rádio, como era perto, fui bem rápido para fazer o registro”, comenta Joana.

“Nunca sabemos o que vamos ver nestes passeios. Desta vez, demos sorte e ficamos impressionados. Não é uma cena comum de ver. Primeiramente, a jiboia tinha passada despercebida, estava camuflada. Ficamos surpresos e felizes por ver essa cena da natureza, o ciclo da vida”.

A administradora comenta que fazer vídeos e fotos de animais no Pantanal é difícil. Agora, registrar os bichos em ações cotidianas, como o momento de predação, pode ser considerado como sorte.

“Foi rápido, achamos que ia ser demorado. Mas em 20 minutos a cobra já tinha engolido a presa. A jiboia tinha uns 2 metros, a ave era pequena. Ficamos distantes da cobra, deixamos o bicho no canto dele. Depois que ela engoliu, seguimos o passeio”.

Para alimentar-se, as jiboias matam as presas por constrição, enrolando-se na presa, apertando-a firmemente, até que sinta com o corpo que a respiração e os batimentos cardíacos do animal pararam. As jiboias abrem a boca e engolem a presa inteira, já que as cobras não possuem dentes para mastigar o alimento.