Início » Operação da PF mira grupo que contrabandeava agrotóxicos do Paraguai para diversos estados

Operação da PF mira grupo que contrabandeava agrotóxicos do Paraguai para diversos estados

Organização criminosa movimentou R$ 2 milhões em apenas dois anos.

Por Gabrielle Tavares, g1 MS


Agrotóxicos eram contrabandeados do Paraguai.  — Foto: Divulgação/PF

Agrotóxicos eram contrabandeados do Paraguai. — Foto: Divulgação/PF

Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quarta-feira (21) a operação “Agropoison” contra organização criminosa que comprava e transportava agrotóxicos contrabandeados do Paraguai. Estima-se que o grupo tenha movimentado valores superiores a R$ 2 milhões em apenas dois anos.

Eles passaram a ser acompanhados pela PF depois de um flagrante ocorrido em Dourados (MS), em julho de 2021. A organização utilizava pessoas jurídicas criadas exclusivamente para o crime, chamadas de “laranjas”, além da cooptação de pessoas para o transporte e ocultação de cargas lícitas.

Na manhã de hoje foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal de Dourados, para as cidades de Palotina (PR), Toledo (PR) e Porto Alegre (RS), além da prisão temporária para os líderes da organização.

https://9a852ce7b79b8c27a5b8af8bf94d70a3.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-40/html/container.html

Imóveis, veículos, contas bancárias dos alvos e pessoas jurídicas identificadas no esquema também foram bloqueados. Durante as investigações, outro flagrante já tinha sido realizado em Sinop (MT).

Os investigados vão responder pelos crimes de organização criminosa e contrabando, com penas que somadas podem chegar a 13 anos de reclusão.

Armas foram apreendidas durante mandados de busca. — Foto: Divulgação/PF

Armas foram apreendidas durante mandados de busca. — Foto: Divulgação/PF