Um homem de 42 anos foi preso na noite de sexta-feira (12) suspeito de matar o missionário americano naturalizado paraguaio, Wayne Laroy Goddard, de 50 anos. O crime aconteceu quarta-feira (10), na propriedade onde a vítima vivia há 25 anos, na aldeia indígena Mboi Jagua de Villa Ygatimí, no departamento de Canindeyú, a 90 km da fronteira do Paraguai, com Paranhos (MS).

De acordo com a polícia paraguaia, com o suspeito foram encontradas duas escopetas: uma caseira e outra de calibre 20. Desta última teriam saído os tiros que mataram o missionário.

Os policiais ainda procuram outros envolvidos.

De acordo com o diretor de polícia do departamento de Canindeyú, Comissário Geral Vidal Achucarro, cinco atiradores que não são indígenas, invadiram o local onde o missionário morava com a intenção de assaltá-lo.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em Violência

Checar também

Menino de 11 anos é assassinado com tiro no peito durante caça

Autor de 23 anos teria mandado “vítima se ajoelhar e rezar” Um menino de 11 an…