Um vendedor de picolé, de 25 anos, foi preso suspeito de abusar sexualmente de uma criança de 2 anos. O caso ocorreu há dois dias em Corumbá, a 415 km de Campo Grande. Nesta segunda-feira (15), o suspeito deve passar por audiência de custódia e a investigação segue pela Delegacia de Atendimento a Infância, Juventude e Idoso de Corumbá (Daij).

“Segundo relatos da mãe, o vendedor passou na porta e ela decidiu comprar o picolé. A mãe então deixou a criança aos cuidados dele e foi pegar o dinheiro. Na volta, ela flagrou o homem em ato libidinoso com o menino muito assustado, quando ele tentou se recompor e saiu correndo. Ela gritou e ele então foi contido por moradores. Isto tudo foi o que ela disse e continuamos investigando”, afirmou ao G1 o delegado William Rodrigues, adjunto da 1ª Delegacia do município.

Picolezeiro é preso por abusar de criança em Corumbá, MS

Os moradores do bairro Nova Corumbá, após segurarem e alguns agredirem o suspeito, acionaram a Polícia Militar (PM). Ele, que possui antecedente por furto, foi encaminhado para delegacia e negou as acusações. A mãe também foi ao local para prestar depoimento. Já a criança foi levada para atendimento médico.

Em Corumbá, 14 casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes já foram registrados este ano. O delegado também ressalta que este caso é um alerta para os pais, principalmente pelos abusadores se aproveitarem de pequenas brechas.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em Sem categoria

Checar também

Comissão aprova fim da estabilidade para servidor público

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta quarta (4) uma proposta…