O maior programa de regionalização de saúde já implantado em Mato Grosso do Sul, que levou mais de 850 mil procedimentos em 11 microrregiões do Estado em 2015, agora tem como foco os alunos da rede pública. O foco agora é identificar entre esses estudantes de 7 a 12 anos, problemas de visão e audição.

Duas escolas estaduais na Capital – Arthur de Vasconcelos e Ada Teixeira dos Santos Pereira já foram visitadas com o projeto piloto. Durante o lançamento o governador Reinaldo Azambuja informou que os atendimentos começam neste mês.

No total, o projeto prevê o atendimento de mais de 42 mil alunos das escolas estaduais e municipais, das sete regiões de Campo Grande. Os atendimentos serão realizados em duas etapas, divididas entre triagem e exames específicos, garantindo óculos e aparelhos auditivos aos alunos que apresentarem a necessidade.

Na idade escolar, os problemas de visão, como a miopia, hipermetropia, estrabismo e outros, afetam mais de 20% das crianças. Isso significa dizer que um em cada cinco alunos sofre algum problema visual.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em Saude

Checar também

Estado pretende imunizar, pelo menos, 90% do público-alvo contra a Influenza

Com 300 mil doses já entregues pelo Ministério da Saúde, Mato Grosso do Sul abriu oficialm…