Nas últimas 24 horas, sete notificações para o novo coronavírus (COVID-19) foram registradas em Mato Grosso do Sul, sendo uma em Ponta Porã e seis em Campo Grande. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (27) em nota publicada pela SES (Secretaria de Estado de Saúde).

Conforme a nota, os casos foram considerados suspeitos de acordo com a classificação do Ministério da Saúde, que já havia confirmado um caso em São Paulo nesta semana. Dos 7 casos, dois foram descartados porque deram negativo em exame inicial para influenza e outros cinco estão sendo analisados por laboratório paulista.

“A Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul também investiga outros quatro casos de pacientes em Campo Grande que se enquadram na definição de suspeita de coronavírus. As amostras deram resultado negativo no Lacen e foram encaminhadas para o laboratório em São Paulo para análise”, disse a secretaria. O quinto caso ainda em investigação é o do jovem que mora em Ponta Porã e teve primeiro exame negativo para influenza.

Resultado de imagem para coronavirus

Novos exames serão realizados pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo e devem demorar até uma semanada para ficarem prontos. Ainda conforme a nota da SES, dois pacientes que estavam com a suspeita passaram por exames, mas os primeiros testes deram como positivo para Influenza A, descartando, inicialmente, infecção pelo coronavírus.

Em boletim divulgado pelo Ministério da Saúde na tarde desta quinta-feira (27), após a informação publicada pela SES, já constavam dois casos suspeitos em investigação no Mato Grosso do Sul. Conforme equipe de monitoramento do ministério, os parâmetros para casos serem considerados suspeitos englobam uma série de fatores. Ao todo, no Brasil, há 213 notificações em análise e 132 casos suspeitos até esta tarde.

Primeiro teste negativo

Internado no Hospital Regional de Ponta Porã desde segunda-feira (24), o jovem de 24 anos que apresentava sintomas do CoVid 19, o novo Coronavírus, teve seu 1° exame comprobatório negativo para Influenza e outros vírus. As amostras foram encaminhadas para o Instituto Adolf Lutz, em São Paulo, para teste final. O rapaz, morador de Ponta Porã, havia viajado para a Ásia, onde a doença está em surto desde o começo do ano.

Resultado de imagem para coronavirus

Na quarta-feira (26), a SES disse em coletiva de imprensa que o rapaz informou que viajou para a Tailândia no dia 10 de fevereiro, onde fez escala na Alemanha. Na volta, no dia 24, também fez uma conexão no país europeu. Em solo brasileiro, o rapaz desembarcou em São Paulo e foi recebido por familiares. No retorno para MS, ele não especificou se parou em alguma cidade.

Na segunda-feira (24) o jovem começou a apresentar sintomas de gripe, como coriza, febre e dor de garganta. Os mesmos sintomas do CoVid 19, o novo Coronavírus. O rapaz passou por exames e as amostras foram encaminhadas para o Lacen (Laboratório Central) em Campo Grande.

Confira a nota da SES na íntegra:

“A Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES-MS) informa que nas últimas 24 horas registrou sete notificações de casos suspeitos novo coronavírus (COVID-19) em Mato Grosso do Sul, sendo uma em Ponta Porã e seis em campo Grande.

Os casos foram considerados suspeitos de acordo com a classificação do Ministério da Saúde.

Resultado de imagem para coronavirus

Nesta quinta-feira (27.2) saiu o resultado do exame feito pelo Lacen do paciente de 24 anos, com possível caso suspeito para o novo coronavírus em Ponta Porã. Os exames deram negativo para oito tipos de vírus respiratórios pesquisados pelo Lacen. Foi enviada amostra para Instituto Adolfo Lutz (IAL) em São Paulo para serem pesquisados outros tipos de vírus respiratórios. O resultado deve sair na próxima semana.

A Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul também investiga outros quatro casos de pacientes em campo Grande que se enquadram na definição de suspeita de coronavírus. As amostras deram resultado negativo no Lacen e foram encaminhadas para o laboratório em São Paulo para analise.

Dois pacientes foram identificados pelo Lacen como influenza A e foram descartados como suspeitos.

Desde janeiro, a SES tem tomado diversas medidas de prevenção e monitoramento do novo coronavírus. Foi criado o Centro de Operações de Emergência (COE/MS) com o objetivo de auxiliar na definição de diretrizes estaduais para vigilância, prevenção e controle, bem como o acompanhamento e avaliação das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado.

Também foi elaborada nota técnica sobre as ações a serem adotadas em caso de surgimento de pessoas com os sintomas da doença e de como proceder com a coleta de amostras para exames. A nota já foi enviada aos profissionais de saúde dos 79 municípios e também a todos os serviços de saúde públicos e privados.

A SES também realizou reuniões nos municípios de Corumbá e Ponta Porã para prestar cooperação técnica na construção do fluxo de vigilância e atendimento de possíveis casos suspeitos na região de fronteira”.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em SAÚDE

Checar também

Número de casos de covid-19 mais que dobra em MS

Em um período de dez dias, de 16 a 26 de maio, o número de casos de covid-19 em Mato Gross…