Agentes de controle de epidemias estão realizando o bloqueio de controle de criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, em vários pontos de Anastácio onde foram notificados casos suspeitos da doença. A ação é promovida pela Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica.

De acordo com a pasta, o bloqueio de transmissão é a estratégia de escolha para uma ação imediata, quando se faz necessário o combate ao vetor na forma adulta. Os servidores estão fornecendo orientações aos moradores e realizando borrifação de inseticida.

O deslocamento das equipes é feito conforme a incidência de casos suspeitos, ou seja, não se espera a confirmação de casos para fazer o bloqueio. O trabalho acontece assim que o município recebe a notificação.

Ainda conforme a Secretaria Municipal de Saúde, combater a dengue é um dever de todos e precisa ter a colaboração da população. Os moradores devem estar atentos na eliminação dos possíveis criadouros dentro das casas, quintais e terrenos, pois, sem essa colaboração, não há como diminuir a incidência da doença.

O mais recente boletim epidemiológico divulgado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), com números de janeiro até 05 de junho, aponta que Anastácio tem 57 notificações de dengue em 2019 (74º na lista de 79 municípios), com nove casos confirmados e nenhuma morte. Ao lado de Aquidauana, é um dos únicos sete municípios na linha amarela (média incidência, com 100 a 300 casos por 100 mil habitantes). O restante do Estado está na linha vermelha, a mais crítica, com alta incidência da doença (100 a 300 casos por 100 mil habitantes).

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em SAÚDE

Checar também

Campanha de vacinação contra sarampo terá “Dia D”

A campanha nacional de vacinação contra sarampo será lançada amanhã (7), em Campo Grande, …