No último domingo (21) a igreja de São Vendelino, na cidade de Essingen, ao sul da Alemanha, retirou de sua torre um sino de 1936, colocado em homenagem ao ditador sanguinário Adolf Hitler.

Além de inscrições glorificando o tirano, também havia uma suástica nazista gravada no sino.

A retirada aconteceu durante um evento na igreja, que incluiu a colocação de um novo sino no lugar daquele que recordava o autor do Holocausto.

Resultado de imagem para SINOS DE IGREJAS FAZEM HOMENAGENS A HITLER

No lugar da frase homenageando Hitler e a suástica nazista, foi gravado no novo sino uma frase do Evangelho de Mateus.

Segundo a emissora de televisão pública regional SWR, a frase atual é a mesma inscrita no primeiro sino do templo, construído no século XIII, que acabou sendo substituído durante o avanço do nazismo.

O objeto em homenagem a Hitler só foi descoberto graças a uma inspeção do Conselho da Igreja.

Em busca de vestígios do nazismo, o conselho decidiu inspecionar há dois anos as igrejas debaixo de sua autoridade na região, descobrindo que ao menos cinco sinos do período nazista estavam em uso. Dois destes sinos, incluindo de Essingen, foram retirados.

Resultado de imagem para SINOS DE IGREJAS FAZEM HOMENAGENS A HITLER

A substituição dos outros sinos tem encontrado resistência de autoridades locais, mesmo com o desejo da população. Enquanto o embate não chega ao fim, campanhas são promovidas pedindo a retirada dos objetos.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em RELIGIÃO

Checar também

Preocupado com o distanciamento 3 mil fiéis fazem orações e louvores contra o coronavírus

Aproximadamente 3,3 mil pessoas fizeram orações e louvores contra a pandemia de coronavíru…