Com os ajustes e detalhes que faltavam no texto final, o Projeto do PDV (Plano de Demissão Voluntária) chegou à Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, na manhã desta terça-feira (19). O documento foi entregue aos deputados e uma reunião ocorre a portas fechadas entre secretários e parlamentares.

O secretário de Governo, Eduardo Riedel, o secretário de Administração Roberto Hashioka e o secretário especial de articulação política do Governo, Sergio de Paula foram, pessoalmente, entregar a proposta aos parlamentares. Uma cópia do projeto foi entregue diretamente ao presidente da Casa, o deputado Paulo Correa.

O secretariado abrirá espaço para que os deputados tirem dúvidas. A reunião será fechada e ao fim, os secretários Riedel e Hashioka darão entrevista à imprensa.

A proposta deve ser aprovada com tranquilidade já que a maioria dos deputados adiantou apoio ao projeto voluntário ao servidor público.

A única critica que o projeto recebeu foi do deputado Cabo Almi que chegou a dizer que o proposta vinha ligada às jornadas fixa de 8h aos servidores, o que não acontecerá já que a mudança só ocorrerá em junho.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em POLÍTICA

Checar também

TSE propõe voto distrital para vereador em algumas cidades já em 2020

Um grupo de trabalho coordenado pelo vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE),…