O suspeito de matar a ex-mulher, uma pastora evangélica, dentro de uma igreja, durante um culto em Aquidauana, no oeste de Mato Grosso do Sul, na terça-feira (27), já respondia pelo homicídio de outra mulher. O crime, segundo o homem confessou à polícia, ocorreu em 1988, em Mato Grosso e a vítima também teria sido sua companheira.

Pastora morta em Aquidauana — Foto: Reprodução/TV MorenaPastora morta em Aquidauana — Foto: Reprodução/TV Morena

Pastora morta em Aquidauana — Foto: Reprodução/TV Morena

De acordo com o delegado que acompanha o caso, Jackson Vale, o crime no Mato Grosso pode ter prescrito, mas, também será incluído nos dados do inquérito.

Alguns dias antes de ser vítima do feminicídio, no dia 13 de agosto, a pastora registrou um boletim de ocorrência e pediu uma medida protetiva contra o ex-marido, com quem se relacionou por 28 anos e teve dois filhos.

O suspeito está preso na Delegacia de Polícia Civil de Anastácio.

G1 tentou entrar em contato com a defesa do suspeito mas até a publicação da reportagem não conseguiu.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em POLÍCIA

Checar também

PM de Aquidauana participa do desfile cívico alusivo ao dia 7 setembro

Na manhã de sábado, 07.09 a Policia Militar de Aquidauana participou do desfile de 7 de se…