Na tarde de segunda-feira (20), confusão entre o dono um supermercado de Inocência, a 329 quilômetros de Campo Grande, e o secretário de Saúde da cidade virou caso de polícia. Isso porque havia suspeita de que um funcionário estaria trabalhado mesmo com coronavírus.

Segundo o boletim de ocorrência, o secretário de Saúde foi até o mercado após a denúncia de que um funcionário com coronavírus não estaria respeitando o isolamento. Assim, o proprietário foi questionado sobre o fato, mas não quis responder.

Ao invés disso, ele começou a dizer que se houvesse interesse em resolver a situação, não demorariam para divulgar os resultados dos exames. Então, o secretário explicou os motivos da demora, por conta da alta demanda.

Mais uma vez então ele questionou se o funcionário tinha trabalhado, mesmo sabendo que estava com coronavírus, mas o dono do mercado não respondeu. Além disso, o homem ainda desacatou o agente público e pediu que ele se retirasse. O caso foi denunciado na delegacia como desacato e a situação de quebra do isolamento é apurada.

Fonte: Midiamax

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em POLÍCIA

Checar também

Homem joga álcool na esposa e tenta queimar casa com ela dentro

Homem de 49 anos foi preso nesta quarta-feira (05) em Aparecida do Taboado, a 457 quilômet…