A Polícia Civil tem fortes indícios de que Edson Barbosa Salinas, de 32 anos, o ‘Salinas Riguaçu’, líder do PCC (Primeiro Comando da Capital) atuante na região de fronteira com o Paraguai, teria auxiliado no resgate dos fugitivos do presídio. Ainda foi apontado que os detentos com maior poder aquisitivo teriam saído pela porta da frente daquela unidade.

Preso durante uma briga de trânsito, Edson foi detido com o cunhado Rodrigo Antunes Flores, de 28 anos. Após a prisão, Salinas foi identificado como o atual líder do PCC na região de fronteira, sucessor do narcotraficante Minotauro, Sérgio de Arruda Quintiliano, que atualmente está detido no Presídio Federal de Brasília, onde também se encontra Marcos Camacho, o Marcola, liderança maior da facção.

Presos no domingo, Edson e Rodrigo foram levados de Ponta Porã para Dourados na manhã de terça-feira (21), no helicóptero da polícia pelo GPA (Grupo de Policiamento Aéreo). Eles se encontram detidos no PED (Presídio Estadual de Dourados) e devem passar por audiência de custódia na manhã desta quarta-feira (22).

Edson Salinas (Foto: Reprodução)

Delegado de Campo Grande, que está com equipes na região de fronteira para reforçar a segurança após a fuga dos 75 detentos do Presídio de Pedro Juan Caballero, fez o pedido de prisão preventiva da dupla. Os dois foram classificados como perigosos e há forte indícios de que teriam auxiliado no resgate dos presos que fugiram.

Fuga pela porta da frente

Desde a madrugada de domingo, quando a fuga dos 75 detentos que seriam membros do PCC foi revelada, há discussão sobre a forma como saíram do presídio. Inicialmente foi localizado o túnel que saía do banheiro de uma das celas até a área externa, que seria a forma como os detentos haviam escapado.

No entanto, autoridades paraguaias começaram a falar em fuga pelos portões da frente do presídio, com auxílio de automóveis para serem levados até outras regiões. Na terça-feira, parecer da Polícia Civil teria revelado que a partir da denúncia de que os agentes penitenciários daquela unidade teriam recebido altos valores para auxiliarem na fuga, foi identificado que aqueles presos com maior poder aquisitivo saíram pelo portão da frente.

Enquanto isso, outros teriam realmente saído pelo túnel. Ainda foi verificado que Edson e Rodrigo podem ter dado auxílio no resgate desses presos na porta do estabelecimento penal. A conclusão foi feita principalmente porque naquela penitenciária e entre os fugitivos estão pelo menos 15 aliados a Minotauro, que foram presos em uma casa no Paraguai em 2019, casa essa que estaria em nome de Edson.

Prisão e tentativa de resgate

Logo após a prisão de Edson e Rodrigo, a polícia identificou possível tentativa de resgate, então tomou as medidas necessárias para que eles fossem retirados da região de Ponta Porã. Como o secretário Antônio Carlos Videira, da Sejusp-MS (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul) teria agenda com o ministro Sérgio Moro, pode ser que neste encontro seja feito pedido de transferência dessas lideranças do PCC para presídios federais.

As equipes da Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos) e Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) prenderam Edson em flagrante, portando ilegalmente uma pistola na Avenida Brasil. A prisão aconteceu durante uma briga de trânsito entre ele, o cunhado de 28 anos e um outro motorista de 23 anos que estava com a mulher e dois filhos.

Armas e dinheiro apreendidos (Foto: Reprodução)

O rapaz de 23 anos, que também portava uma pistola no carro, estava a caminho da casa da sogra com a família em um Gol quando deu sinal de luz alta para o condutor da SW4 que estava na frente dele. O rapaz de 28 anos então teria freado, momento em que o condutor do Gol deu seta e ultrapassou pela direita.

Neste momento, Edson que estava no banco do passageiro da SW4 teria apontado a pistola para o motorista do Gol. Os envolvidos desceram dos carros, quando teriam começado as ameaças por parte de Salinas para o outro motorista. “Você não me conhece, eu vou te matar, você não sabe com quem está mexendo”, teria dito.

Viaturas da Derf e Garras que faziam rondas pela região abordaram e acabaram prendendo os três envolvidos em flagrante. Além das armas de fogo, foram apreendidos R$ 20 mil em reais, dólares e guaranis que estavam na SW4.

 

MIDIAMAX

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em POLÍCIA

Checar também

PM e PRF vão reforçar fiscalização de trânsito em Aquidauana durante o carnaval

Como parte do planejamento das ações para a Operação Carnaval 2020, ontem pela manhã (20),…