Policiais Militares Ambientais de Bonito, que trabalham na operação Corpus Christi, realizaram vistoria ontem (31) em áreas desmatadas ilegalmente em duas propriedades rurais pertencentes a uma mesma pessoa, localizadas do município, à margem da rodovia MS 345, a 2 km da cidade. As áreas de supressão foram verificadas por imagem de satélites.

O proprietário das duas fazendas vistoriadas suprimiu três áreas diferentes de 15,90, 5,42 e 5,66 hectares, no total de 26,98 hectares de vegetação nativa, medidos em GPS e imagens de drone, sem a licença ambiental. No local de onde fora retirada a vegetação já havia pastagem e a madeira retirada não se encontrava mais no local.

O infrator (38), residente em Jardim, foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 27.700,00. Ele também responderá por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção. O infrator foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

 

O Pantaneiro

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
  • Pesca de dourado terá multa mínima de R$ 2,7 mil

    Com a captura do peixe da espécie dourado proibida nos rios de Mato Grosso do Sul, a multa…
Carregar Mais em POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL

Checar também

Pesca de dourado terá multa mínima de R$ 2,7 mil

Com a captura do peixe da espécie dourado proibida nos rios de Mato Grosso do Sul, a multa…