O Centro de Distribuição de Combustíveis da Petrobras em Campo Grande, que fica próximo ao Aeroporto Internacional da Capital, na Avenida Duque de Caxias, foi fechado por manifestantes que estacionaram veículos no portão de entrada. O grupo é formado, em sua maioria, por motoristas de aplicativos de celular, que estão no segundo dia de manifestação.

No local estão cerca de 300 veículos impedindo o trânsito de caminhões que estão dentro do centro de distribuição. Segundo pessoas que participam do ato, não há horário para a manifestação encerrar-se. Não foi possível obter posicionamento de representante do centro de distribuição.

Os motoristas reuniram-se no posto Caravágio, em Campo Grande, a partir das 8h e por volta das 9h20 saíram em carreata. Entre os trechos percorridos por eles estão trevo no bairro Tiradentes, Avenida Ministro João Arinos, Ruas Joaquim Murtinho e Bahia, Avenida Afonso Pena até Avenida Duque de Caxias.

“Não queremos impedir moradores ou quem passa aqui na avenida. Nossa intenção é não deixar entrar ou sair caminhões para abastecimento”, explicou um dos manifestantes, que pediu para não ser identificado.

Além de carros, alguns motociclistas aderiram ao protesto e fizeram buzinaço por várias vias até a chegada no centro de distribuição da Petrobras.

DA REDAÇÃO

Motoristas que dirigiam-se para cidade de Aquidauana estão postando nos grupos de Whatsapp  vídeos e fotografias da situação caótica na saída de Campo Grande, mas todos estão levando ” na esportiva”, pois essa paralisação dos caminhoneiros tem o apoio total da sociedade civil organizada.

 

[Midiamax]

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em PARALISAÇÃO DOS CAMINHONEIROS

Checar também

Caminhoneiros desmentem acordo com Governo e mantêm paralisação em MS

Caminhoneiros que estão no anel viário  em Campo Grande desmentem o acordo com o Governo F…