Dois homens suspeitos de caça irregular foram presos no fim da tarde da última segunda-feira (23), em uma fazenda de Aquidauana,  após serem flagrados portando ilegalmente armas e munições.

A PMA (Polícia Militar Ambiental) esteve no local para cumprir um mandado de busca e apreensão, expedido pelo juiz por conta de denúncias sobre um capataz estar recebendo pessoas para caça ilegal na propriedade em que trabalha.

Na fazenda, os policiais militares abordaram um mecânico morador de Campo Grande, 43 anos, e encontraram um revólver Taurus calibre 22, com cinco munições intactas, no carro dele.

Já na residência do capataz, 28 anos, a equipe localizou mais mais dois revólveres, sendo um marca Taurus calibre 38 e um marca Rossi calibre 38, modificado para calibre 357, além de uma carabina Puma 38, um carregador de pistola 380 com 12 munições, 21 munições calibre 38 e cinco munições calibre 357. As armas e munições não possuíam documentos e foram apreendidas.

Mesmo sem encontrar nenhum animal silvestre abatido no local, a PMA aponta para a forte suspeita de que os dois homens praticavam caça na região.

Ambos receberam voz de prisão e foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana no Bairro Cidade Nova, juntamente com o material apreendido, sendo autuados em flagrante por posse ilegal de arma. A pena para esse crime é de um a três anos de detenção.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em Meio Ambiente

Checar também

Turista é preso e autuado após capturar e matar dourado durante feriadão em Anastácio

Um turista paranaense foi preso e autuado após capturar e matar um peixe da espécie dourad…