O período da Piracema em Mato Grosso do Sul só terá início no dia 5 de novembro nos rios no estado, mas a Polícia Militar Ambiental (PMA) intensifica a fiscalização a partir desta terça-feira (1°), com a “Operação Pré-Piracema”, que visa prevenir e reprimir a pesca predatória.

Segundo a PMA, com a proximidade da piracema, a quantidade de cardumes formados aumenta e, com isso, cresce também o número de turistas e pescadores nos rios de Mato Grosso do Sul. A Operação deste ano envolverá 360 policiais e deve durar até o dia 5 de novembro, quando se inicia oficialmente o período de fechamento da pesca na Bacia do Rio Paraguai.

Os trabalhos preventivos tem participação das 26 Subunidades da Polícia Militar Ambiental no estado, que darão maior atenção ao combate à pesca ilegal. Também serão realizados trabalhos preventivos e repressivos ao tráfico de papagaio, pois a espécie estará também no período reprodutivo que acontece entre agosto a dezembro.

De acordo com a PMA, nesta mesma operação, no ano passado, 41 pessoas foram autuadas por pesca ilegal, e juntas pagaram multa de mais de R$ 87 mil. A prevenção e combate a outros crimes ambientais, como desmatamento, exploração ilegal de madeira e incêndios continuarão normalmente.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em Meio Ambiente

Checar também

Turista é preso e autuado após capturar e matar dourado durante feriadão em Anastácio

Um turista paranaense foi preso e autuado após capturar e matar um peixe da espécie dourad…