Um homem de 65 anos foi autuado em R$ 323 mil por provocar incêndio e desmatar área de reserva legal em Aral Moreira, 373 quilômetros de Campo Grande. Em meio as cinzas, foi encontrado um tatu, morto pelas chamas na segunda-feira (9).

Em meio as cinzas, foi encontrado um tatu morto pelas chamas — Foto: PMA/DivulgaçãoEm meio as cinzas, foi encontrado um tatu morto pelas chamas — Foto: PMA/Divulgação

Em meio as cinzas, foi encontrado um tatu morto pelas chamas — Foto: PMA/Divulgação

De acordo com a Polícia Militar Ambiental (PMA), o fogo destruiu 87,7 hectares da fazenda e 34,11 hectares da reserva protegida.

Segundo a PMA, As áreas danificadas atingiram quatro fazendas vizinhas. Na propriedade onde iniciou o fogo, foi constatado também um desmatamento de 4,85 hectares. Todas as áreas atingidas somam 126,6 hectares, medidos em GPS pelos policiais.

O proprietário foi autuado administrativamente e multado em R$ 24.500,00 pelo desmatamento em área de reserva legal, R$ 170.550,00 pelo incêndio na área protegida, R$ 87.700,00 pelo incêndio em área agropastoril e R$ 40.500,00 pelos danos em área de preservação permanente.

Ele também responderá por crime ambiental e, se condenado, poderá pegar pena de dois a quatro anos de prisão.

Todas as áreas danificadas somam 126,6 hectares — Foto: PMA/DivulgaçãoTodas as áreas danificadas somam 126,6 hectares — Foto: PMA/Divulgação

Todas as áreas danificadas somam 126,6 hectares — Foto: PMA/Divulgação

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em Meio Ambiente

Checar também

Incêndio atinge quatro fazendas e leva 15 horas para ser combatido em Bodoquena

Um incêndio próximo à área urbana de Bodoquena levou cerca de 15 horas para ser combatido …