Uma denúncia de abandono de aproximadamente 20 gatos em uma casa abandonada, foi registrada na Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana na noite desta quinta-feira (17) por uma testemunha que presenciou um casal “despejando” os animais no local, que fica na Rua Nelson Felício dos Santos, a antiga AGRAER.

Segundo a denunciante, ela estava próximo ao local com uma amiga, quando presenciou um veículo se aproximar da casa, onde desceu um casal e em caixas próprias de transporte para animais, começou a soltar os felinos no local. Na caçamba do veículo também tinha animais soltos.

Elas foram até essas pessoas e questionaram a ação, tendo como resposta da mulher que na casa dela havia pessoas doentes, não tendo condições de cuidar os gatos. “Foi uma cena revoltante, um carro aparentemente novo, com caixas apropriadas para transporte de animais e simplesmente chegam ali e jogam os gatos como lixos, as pessoas fazem dessa casa um depósito de animais abandonados. Não são as protetoras que abandonam animais ali não, é a população, então pra que tem bicho se não dá conta de criar ou não gosta?”, disse a testemunha à reportagem.

A testemunha que fotografou o fato, questiona sobre a posse responsável, já que existem muitos animais abandonados nas ruas de Aquidauana. “Se não quer, se não vai dar conta de cuidar ou não gosta, porque pega?”, indagou revoltada.

O prefeito de Aquidauana Odilon Ribeiro, informou ao JNE que junto com a vice-prefeita Selma Suleiman está tomando providências e adequando um local para trabalhar em conjunto com as protetoras do município, retirando os gatos da antiga AGRAER e também dos locais específicos onde a população tem o hábito de abandonar os animais, uma médica veterinária também irá contribuir para o trato dos bichos. “Nós já temos um local onde será adequado para que as protetoras possam cuidar desses animais. Temos muita preocupação nisso e estamos agilizando, já que além de ser revoltante essa questão de descarte deles nas ruas, também é uma questão de saúde pública. Estamos junto com o secretário de planejamento agilizando com urgência a solução dessa situação”, disse.

Odilon também reforçou que, quando os gatos da AGRAER forem remanejados do local, a casa será cercada de uma maneira que impossibilitará pessoas irresponsáveis de abandonar os felinos no imóvel. “Enquanto não for implantado um CCZ em Aquidauana, vamos trabalhar em parceria neste local que será cedido para os cuidados com esses animais e fazer o possível para minimizar esse problema”, pontuou o prefeito.

O delegado titular Eder Oliveira Moraes disse à reportagem que o caso será investigado, pois denúncia de maus-tratos ou crueldade contra animais, o Brasil possui legislação pertinente e autoridades competentes que são responsáveis pela manutenção da lei e punição de crimes. “Como a denunciante fotografou o fato e anotou a placa do carro do cidadão, nós vamos intima-lo e ele terá que se explicar”, comentou.

A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Crimes Ambientais) e pela Constituição Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988.

É possível denunciar também ao órgão público competente de seu município, para o setor que responde aos trabalhos de vigilância sanitária, zoonoses ou meio ambiente. O delegado reforça que cada município tem legislação diferente, portanto caso esta não contemple o tema maus tratos pode utilizar a Lei Estadual ou ainda recorrer a Lei Federal.

 

JNE

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em Meio Ambiente

Checar também

Foto em Miranda é real, mas, essa temperatura só no deserto do Saara

Quem andou pelo centro de Miranda na tarde de ontem (18) se deparou com termômetro localiz…