Secretário de Administração, Roberto Hashioka anunciou em entrevista coletiva nesta quarta-feira (22) na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) que a proposta do governo é de não apresentar nenhum índice de reajuste para os servidores, mas manter o abono salarial de R$ 200 por mais 12 meses, atá março de 2020. O anúncio do reajuste zero já era adiantado por políticos desde a semana passada.

Segundo Hashioka, a intenção da administração estadual é diminuir as disparidades salariais entre os salários dos servidores. Levantamento feito pela SAD (Secretaria de Estado de Administração) aponta que a média salarial dos servidores estaduais atualmente é de R$ 4.791,26, valor 144,45% maior do que a média salarial do brasileiro, que atualmente ganhar R$ 1.960, segundo dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domícilios) Contínua, feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Apesar disso, de acordo com o titular, um dos problemas do Governo do Estado é resolver as desigualdades encontradas dentro da máquina pública. “No Brasil a desigualdade social deve ser resolvida, e isso não é diferente no serviço público, onde tem suas desigualdades. Em Mato Grosso do Sul, por exemplo, a base da pirâmide salarial hoje está muito longe do topo”, declarou.

Fonte: Midiamax

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em GOVERNO

Checar também

Governo de MS decreta situação de emergência em três cidades arrasadas por tempestades

O Governo do Estado publicou nesta sexta-feira (23) a declaração de situação de emergência…