Realizado pela quinta vez em Aquidauana, o espetáculo da Paixão de Cristo, maior teatro a céu aberto de Mato Grosso do Sul, é capaz de emocionar o público a cada nova edição na cidade. Na noite desta Sexta-Feira Santa (19), as comunidades católica, evangélica e espírita se uniram para a encenação da maior história de fé e amor da humanidade.

O espetáculo teve início marcado para as 19h, mas o público já começou a lotar a Praça Nossa Senhora da Imaculada Conceição, na Igreja Matriz, desde o fim da tarde. Afinal, o teatro reúne mais pessoas a cada ano e todas elas queriam garantir o lugar mais próximo possível na apresentação da Cia Teatral AquidaArte, sob direção de Humberto Torres e que tem 170 atores e mais de 30 pessoas com envolvimento direto na produção.

O público teve a oportunidade de acompanhar o cenário virtual, de 24 m² de tela em led, além de uma mega estrutura e efeitos especiais que se tornaram marcas registradas da apresentação.

No elenco, histórias dos mais variados tipos unidas para encenar a Paixão de Cristo. Casos como o de Tharion, menino autista que participou como ator, encarregado de levar a vasilha na qual Pilatos lavou as mãos. Ou de Maria Inês Palmeira, mãe do padre redentorista Thiago Palmeira Machado, ex-pároco de Aquidauana e que faleceu no último dia 05 de fevereiro. Ela fez o papel de Maria, mãe de Jesus, em homenagem ao filho e em igreja que ele cuidava e conhecia como poucos.

“Foi um momento de profunda cura para todos nós as lágrimas derramadas pela mãe do padre. Cremos que ele esteve intercedendo por todos nós nessa noite”, descreveu a cantora Aline Brasil, via rede social. Ela foi uma das participantes do evento, junto com o missionário Vaguinho, que ficou responsável por narrar todas as 15 estações da via sacra

Durante as duas horas de espetáculo, não é apenas o público que se emociona. Lágrimas podem ser vistas derramadas pelos próprios atores e atrizes, deixando a apresentação ainda mais peculiar, na união da fé cristã que traz cada vez mais público para Aquidauanae que, ao final, já deixa todos cheios de expectativa para a próxima edição.

Realização

Sob direção de Humberto Torres, o espetáculo da Cia Teatral AquidaArte é promovido pela Prefeitura de Aquidauana, por meio da Fundact (Fundação Municipal de Cultura e Turismo), em parceria com a Paróquia Imaculada Conceição e Diocese de Jardim. Conta com o apoio do Governo do Estado, através da TVE Cultura e da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, além de mobilizar diversas instituições, empresários da região e as comunidades católica, evangélica e espírita.

A Paixão de Cristo em Aquidauana integra o Calendário Oficial de Eventos de Mato Grosso do Sul – o projeto de lei foi apresentado pelo deputado estadual Felipe Orro (PSDB) e sancionado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB). O espetáculo também é reconhecido nacionalmente e foi divulgado no calendário do Ministério do Turismo.

Neste mês, o PL (Projeto de Lei) 005/2019, que reconhece como “Patrimônio Cultural Imaterial” o espetáculo Paixão de Cristo, foi aprovado na Câmara de Aquidauana, em primeira sessão.

(*Fotos: espetáculo encantou e emocionou nesta Sexta-Feira Santa – Agecom/Prefeitura de Aquidauana/Divulgação)

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em Gospel

Checar também

Jovem talento da aldeia Ipegue se apresenta no Festival de Inverno em Bonito

Em sua “Edição Comemorativa” trás várias atrações culturais indígena do estado, como; Pale…