Moradores do município de Borba, Amazonas, invadiram um quartel da Polícia Militar, espancaram um jovem de 18 anos e depois o jogaram numa fogueira, em frente ao local.

O jovem, suspeito de estuprar e assassinar uma adolescente de 14 anos, havia se entregado à polícia e seria preso na delegacia da cidade. Com a revolta dos moradores por conta do crime, o suspeito foi transferido para o quartel da 9ª Companhia Independente de Polícia Militar.

Segundo informações do Portal G1, um grupo de moradores se mobilizou pelas redes sociais e invadiu o quartel. O jovem foi retirado do prédio e agredido na rua.

Após espancarem o jovem, o grupo ateou fogo em um sofá no quartel e o jogou na fogueira.

Seis policiais ficaram feridos, com lesões graves, tentando impedir o linchamento. O local foi depredado durante a ação.

As acusações

A adolescente Patriciane Barros dos Santos, de 14 anos, foi encontrada morta no quintal de sua casa com 16 facadas pelo corpo. O jovem linchado era namorado da vítima e suspeito do crime.

O caso ainda estava sendo investigado pela Polícia Civil.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em ESTUPRO

Checar também

Menina de 3 anos é estuprada por um operador de máquinas de 44 anos

Um operador de máquinas de 44 anos foi preso neste sábado (1º), no Jardim Los Angeles, em …