Durante a sessão desta terça-feira (26), o deputado estadual Jamilson Name (PDT) voltou a questionar o novo aumento de energia elétrica em Mato Grosso do Sul. O parlamentar apresentou indicação à Mesa Diretora da ALMS (Assembleia Legislativa) para encaminhar um ofício à Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) – responsável pela autorização para alteração de preço da tarifa e que recebeu pedido da Energisa para reajuste de 15,75%.

O dia 08 de abril foi definido como prazo para que a Aneel dê uma resposta ao pedido da concessionária, responsável pelo fornecimento de energia na maior parte do Estado. Antes disso, o deputado Jamilson Name tenta impedir o aumento da tarifa e diz que a população será prejudicada.

“É inadmissível que a Aneel conceda autorização para um novo reajuste neste momento em que a Energisa é investigada por reajuste abusivo nas contas dos consumidores de Mato Grosso do Sul. Um trabalho que envolve a Assembleia Legislativa, Procon e OAB/MS”, indignou-se Jamilson Name, que é membro da Comissão de Serviços Públicos da Assembleia Legislativa.

Segundo ele, antes de pedir reajuste, é necessário que a Energisa explique quais foram os reais motivos para duplicar o valor das contas de energia elétrica em alguns casos no Estado.

“Isso gera uma indignação na população, dúvidas sobre os cálculos, sobre o estabelecimento do valor na tarifa e reclamações de consumidores de todas as formas contra a empresa”, explicou o deputado do PDT.

A possibilidade de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) na Assembleia Legislativa ainda não foi afastada.

 

EXPRESSO(*Foto: Jamilson Name quer impedir novo reajuste da Energisa – Victor Chileno/ALMS)

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em ENERGISA

Checar também

Contas de energia elétrica de residências e comércios terão reajuste de 12.48% em MS

Foi aprovado na manhã desta terça-feira (2) o reajuste médio de 12.39% no valor da energia…