Com as festas de fim de ano chegando o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS) alerta sobre a importância de não conduzir o seu veículo com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa.
Cometer esse ato é um problema sério que pode colocar em risco muitas vidas, além de ser um sinal de imprudência por parte do motorista, pois a suspensão é uma penalidade prevista no CTB (Código Brasileiro de Trânsito).
Conforme a diretora de Habilitação do Departamento, Rosilda Melo, os principais motivos que levam à suspensão da habilitação são o acúmulo de mais de 20 pontos na carteira, andar em velocidade acima de 50% do permitido na via, embriaguez e manobras perigosas.
“A suspensão por acumular pontos na habilitação entre 6 a 12 meses, e a suspensão por cometer infrações classificadas como diretamente suspensivas, podem durar de 2 a 8 meses”, explicou a diretora. Rosilda ressalta ainda que caso haja reincidência, o condutor pode ter a suspensão dobrada, chegando até 2 anos, em alguns casos.
O que ocorre após a suspensão?
Quando penalizado com a suspensão do direito de dirigir, o início do cumprimento da penalidade se dará na data de entrega da CNH pelo condutor. Decorrido o prazo de suspensão e após participação e aprovação em curso de Reciclagem para Condutor Infrator, o bloqueio é liberado e a CNH devolvida ao motorista. Os prazos de suspensão variam conforme tipificação legal prevista no artigo autuado.
O curso de reciclagem possui carga horária de 30 horas/aula e poderá ser realizado nas modalidades presencial ou a distância, sendo obrigatório aproveitamento mínimo de 70% no exame teórico.
Assista o vídeo explicando sobre o assunto, clique aqui. Caso tenha alguma dúvida entre em contato com a central de informações através do 3368-0500.

 

› FONTE: Detran-MS

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em DETRAN

Checar também

CNH Ágil tem recorde no número de habilitações emitidas em julho

O número de CNH´s (Carteiras Nacionais de Habilitação) expedidas no mês de julho deste ano…