Em alusão ao mês de conscientização dos perigos do trânsito, o ‘Maio Amarelo’ já chegou à Rede Pública Municipal de Estadual de Ensino em Aquidauana. Nesta quinta-feira (17), cerca de 309 estudantes escutaram as orientações educativas e histórias de cidadania no trânsito, proferidas por profissionais que atuam diariamente com problemas e acidentes decorrentes dele no município e região.

Segundo Flávio Gomes da Silva Filho, assessor especial do Trânsito de Aquidauana, a manhã de palestras da Escola Marechal Deodoro da Fonseca foi bastante produtiva, já pensando na conscientização de crianças e no preparo dos adolescentes já na fase que antecede as provas para receber a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

“Hoje a escola que foi contemplada com a palestra proferida pelo Sargento Ubirajara do Departamento de Trânsito da Polícia Militar e estamos atingindo nosso objetivo, que é falar ao jovem na faixa etária de 14 a 17 anos, ou seja, aquele que está na fase pré-carteira de habilitação”, informou Flávio.

O assessor especial do Trânsito do município também acrescenta que o Corpo de Bombeiros também tem sido parceiro nas capacitações de crianças e jovens nas escolas, para que já tomem consciência de suas obrigações quando se tornarem motoristas. “Por isso, é de interesse do prefeito Odilon Ribeiro, da própria administração municipal, para que se faça mais ações preventivas, educativas dessa maneira”, analisou.

A diretora da Escola Marechal Deodoro da Fonseca, Norma de Figueiredo Gentil, acrescentou que as palestras acontecem na manhã desta quinta-feira e à tarde a Prefeitura Municipal realizará treinamento de estudantes do do 1º ao 5º ano para guarda mirim do trânsito em frente à escola.

Maio Amarelo

O Movimento Maio Amarelo nasceu da proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

Jornal ” O Pantaneiro”

*Com informações de Luiz Guido Jr.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em Aquidauana

Checar também

No aguardo de resposta do MPE, FFMS adia início da Série B; Aquidauanense deve estrear em casa

Ainda sem resposta do MPE (Ministério Público Estadual) sobre a utilização dos estádios do…