Proprietários rurais tiveram dez cabeças de gado carneadas por invasores, nesta terça-feira (10) na região conhecida como Nabileque, zona rural de Corumbá e a mais de 419 quilômetros de Campo Grande.

Os animais seriam de ao menos três propriedades rurais da região. Uma delas, inclusive, pertence ao prefeito de Anastácio, Nildo Alevs de Albres. Conforme boletim de ocorrência registrado pelo prefeito, cinco funcionários levavam o gado de área alagada para região mais seca das propriedades, quando teriam sido alvo de tiros de fuzil ao notarem a ação dos invasores, dentre eles índios e paraguaios.

A situação, no entanto, ocorre todos os anos pela região, durante os períodos de cheia, segundos os proprietários. Os invasores chegam às regiões de barco e levam a carne para vender no Paraguai quando não acampam.

Esta, no entanto, teria sido a primeira vez que funcionários foram alvos de disparos. “Já é cotidiano da nossa realidade passar por esse tipo de situação durante as enchentes. Eles se aproveitam que o gado se junta em áreas mais secas, carneiam e levam embora. Um absurdo”, comentou o pecuarista Rodrigo Quadros de Albres, 40 anos, que também teve prejuízos.

Compartilhe:
Carregar mais Artigos Relacionados
Carregar Mais por Redação
Carregar Mais em Agricultura